Medjournal - Editora de Publicações Médicas Periódicas

Sociedade Civil organiza-se para adquirir material de proteção para os profissionais de saúde

Movimento SOS.COVID19 prevê que carregamento de EPI chegue já na próxima semana

 

Portugal, bem como outros países da Europa, está com muita dificuldade em aceder a equipamento de proteção individual (EPI), nomeadamente, a máscaras P2, batas, viseiras e máscaras comuns. Perante este contexto, um grupo de oito pessoas criou o SOS.COVID19, um movimento que já é seguido por milhares de pessoas e que tem como único objetivo a angariação de fundos para aquisição destes materiais a partir de qualquer lugar do mundo onde estes se encontrem disponíveis.

O objetivo da SOS.COVID19 é atingir 200 mil euros para poder entregar 20 mil máscaras FFPP2, 5 mil viseiras, 50 mil máscaras comuns (não cirúrgicas) aos profissionais de saúde, numa encomenda proveniente do continente asiático.

Até à data a SOS.COVID19 já conseguiu angariar 40 mil euros, através de uma campanha de crowndfunding lançada há cerca de dois dias junto dos portugueses, pelo que já pode assegurar a entrega de 3 467 máscaras FFPP2, 3 466 viseiras e 9 630 máscaras não cirúrgicas entregues aos Hospitais de S. João, de Sta. Maria e Garcia de Horta, com cujos responsáveis as organizadoras da SOS.COVID19 estão concertadas.

Como refere Mariana Roque do Vale, uma das promotoras da iniciativa, “Não podíamos ficar insensíveis à situação da falta de material de proteção individual dos nossos profissionais de saúde. Já assistimos às situações de Itália e Espanha e queríamos, no que pudéssemos apoiar o SNS na luta contra o COVID19. É importante assegurar que todos os valores angariados são destinados, exclusivamente, para a compra destes produtos e que as contas poderão ser devidamente analisadas por quem de direito. Com o SOS.COVID19 nasceu um movimento solidário que, a partir de um pequeno grupo de pessoas, hoje já é apoiado monetariamente por centenas de portugueses e algumas empresas.”

Para o Dr. Nuno Marques, Diretor Clínico do Hospital Garcia de Horta “Esta pandemia colocou o país e, mormente, o Sistema Nacional de Saúde em ambiente de luta contra um vírus altamente contagioso e, nalguns casos, mortal. E, em cenários de grande adversidade, todos os apoios são fundamentais e o material de proteção é essencial para que os profissionais de saúde não fiquem infetados e possam continuar a salvar vidas. Nesse sentido, esta é uma iniciativa muito bem-vinda.”

O Dr. António Sarmento, Diretor de Infeciologia do Hospital de São João do Porto, disse: "Na situação atual todos compreendem a importância da ajuda de todos os Cidadãos. Os equipamentos de proteção individual são fundamentais para que aqueles que tratam os doentes não adoeçam, podendo continuar a trabalhar e protegendo os doentes de que estão a cuidar".

 

Todos os interessados poderão contribuir com donativos das seguintes formas:

- http://gf.me/u/xq57p6 ( Os métodos de pagamento disponíveis são IBAN e cartão crédito) 

- Transferência bancária para Banco Santander através do IBAN PT50 0018 0000 2381 6338 0017 1

 

Sobre a iniciativa: 

Página de Instagram - https://instagram.com/sos.covid19.portugal

Página de Facebook - https://www.facebook.com/sos.covid19.portugal

Página de donativos - https://www.gofundme.com/url_shortener/u/xq57p6

©2013 copyright Medjournal - Editora de Publicações Médicas Periódicas
Lusodados - Criação de websites