Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade e o uso de cookies ACEITAR
Quinta, 04 de Fevereiro de 2021

Bolsas Mais Valor em Saúde – Vidas que Valem: candidaturas já abertas

Encontram-se abertas as candidaturas às Bolsas “Mais Valor em Saúde – Vidas que Valem” que deverão ser submetidas através da plataforma www.maisvaloremsaude.pt até ao dia 26 de março.

As “Bolsas Mais Valor em Saúde – Vidas que Valem” contam com o apoio institucional da Ordem dos Enfermeiros, da Ordem dos Farmacêuticos e da Ordem dos Médicos vendo assim reconhecida a relevância desta iniciativa que se destina a apoiar a implementação de projetos que visem introduzir nas suas estruturas as alterações necessárias à melhor alocação de recursos em saúde pelos Hospitais do SNS.

A avaliação das candidaturas apresentadas está a cargo de um Júri composto por personalidades de reconhecido mérito, experiência profissional e/ou académica presidido pela Dr.ª Maria de Belém Roseira, ex-ministra, e que conta com o Dr. Miguel Guimarães, Bastonário da Ordem dos Médicos, a Dr.ª Ana Paula Martins, Bastonária da Ordem dos Farmacêuticos, a Enf.ª Ana Rita Cavaco, Bastonária da Ordem dos Enfermeiros, o Dr. Alexandre Lourenço, Presidente da APAH, e o Prof. Pedro Pita Barros, Economista da Saúde e Professor da Universidade Nova de Lisboa.

Às Bolsas “Mais Valor em Saúde- Vidas que Valem” poderão candidatar-se hospitais do SNS, prevendo-se o financiamento de 4 projetos em bolsas no valor individual de € 50.000,00, constituídas por horas de apoio especializado à execução de cada projeto vencedor a prestar pelos parceiros Exigo e Iasist. O regulamento das Bolsas pode ser consultado aqui.

O Programa “Mais Valor em Saúde – Vidas que Valem” pretende contribuir para cimentar a cultura de Value Based Heathcare (VBHC) através da análise dos problemas atuais do Sistema Nacional de Saúde, da capacitação dos intervenientes na tomada de decisão em saúde, do rigor na avaliação de resultados e da transparência na sua divulgação, tudo com o propósito de conduzir à implementação de estratégias que permitam melhorar os resultados clínicos, a afetação de recursos financeiros e, em última instância, a satisfação dos doentes. A necessidade de uma mudança de paradigma no investimento em saúde tem conhecido um interesse crescente, transversal à sociedade, resultando daí esta iniciativa que agora se concretiza.