Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade e o uso de cookies ACEITAR
Sexta, 31 de Maio de 2024

Ordem dos Médicos acolhe o lançamento do livro "Terras grandes e pequenas", do médico neurologista Vieira Barbosa

No próximo dia 5 de junho (quarta-feira), a Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos (SRCOM) acolhe o lançamento do livro "Terras grandes e pequenas", da autoria do médico neurologista Vieira Barbosa. Trata-se do primeiro romance editado pelo autor.

A sessão, com início marcado para as 18h30, vai contar com as seguintes intervenções:

  • Manuel Teixeira Veríssimo | Presidente da Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos
  • Lívia Sousa | Médica, Assistente Graduada Sénior de Neurologia - apresentadora da obra
  • Vieira Barbosa | Médico, Assistente Graduado de Neurologia - Autor

Esta iniciativa vai decorrer na Sala Miguel Torga na sede da Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos (Avenida Dom Afonso Henriques, 39), em Coimbra.

O autor

José Manuel Vieira Barbosa é um homem normal e médico neurologista. Nasceu em Coimbra e aqui tem passado a maior parte da sua vida. Tem filhos, o mais pequenino com sete anos, e netos. Observou sempre a vida e os doentes com igual atenção. Algumas vezes pareceu-lhe estar tudo bem, a maior parte das vezes não. Registou, regista, essas variantes da realidade do modo mais inteligível que sabe, para facilidade de todos os colegas, interessados e pessoas avulsas. Tem a convicção de que um romance é uma história clínica da vida.

O livro

Terras grandes e pequenas é um romance que começa mal e não tem grande história. É o retrato de uma comunidade sem heróis, com histórias pequenas e vagarosas, onde cada um é capaz de ultrapassar os seus maus princípios e prosseguir para dias melhores. Podiam todos viver assim para sempre se um dia não tivesse aparecido na televisão que estavam a fazer uma revolução em Lisboa. Adaptaram-se bem e continuaram a ser felizes e infelizes consoante os dias. Na primeira página do livro há um rapaz que sofre um acidente grave. Também ele se adaptou, a esse e a outros aborrecimentos. É ainda ele que está presente na última página do livro, depois de fazer o que tinha a fazer.