Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade e o uso de cookies ACEITAR
Terça, 16 de Março de 2021

Associação Protectora dos Diabéticos de Portugal lança projeto de literacia digital em saúde

As pessoas com diabetes tipo 2 e os seus acompanhantes terão em breve disponível uma nova solução para facilitar a integração de novas tecnologias no seu quotidiano, privilegiando a qualidade da comunicação e a relação com os profissionais de saúde. Trata-se da plataforma digital interativa eDiabetes, atualmente a ser desenvolvida pela Associação Protectora dos Diabéticos de Portugal (APDP), em colaboração com a Unidade de Cuidados Primários USF Amora Saudável.

Nesta fase inicial, a plataforma eDiabetes vai ser utilizada por 200 pessoas com diabetes tipo 2 e cuidadores informais. Esta iniciativa foi a vencedora de um concurso recente para financiamento pela Direção-Geral de Saúde (DGS), através do Programa Nacional para a Diabetes.

A eDiabetes destina-se ao apoio à auto-gestão da diabetes e à promoção da literacia digital, facilitando a capacitação e motivação das pessoas com diabetes tipo 2 para a gestão holística da sua saúde, incluindo a promoção dos estilos de vida saudáveis e a aquisição de conhecimentos e competências na área da literacia digital. Pretende ainda facilitar a comunicação entre a pessoa com diabetes e a equipa de saúde, bem como o esclarecimento e envolvimento dos cuidadores informais através de uma área dedicada de acesso personalizado.

“Esta plataforma vem responder à nossa preocupação de proporcionar às pessoas com diabetes e cuidadores a aprendizagem das necessárias competências para tirarem proveito do apoio que as novas tecnologias aplicadas à diabetes podem proporcionar”, explica Rogério Ribeiro, investigador da APDP.

João Filipe Raposo, diretor clínico da APDP, adianta que “Esta intervenção foi desenhada para colmatar várias lacunas que têm sido apontadas em investigações recentes, como o estudo nacional DAWN2 que sublinhou as dificuldades que a diabetes ainda representa no dia-a-dia das pessoas com diabetes, dos seus familiares e dos profissionais de saúde.”

Para o Coordenador da USF Amora Saudável, Luís Eusébio, “este projeto, em parceria com a APDP, uma instituição cujo trabalho é reconhecido internacionalmente, vem ao encontro do que pretendemos desenvolver ainda mais em detalhe na nossa USF, com os utentes com diabetes. O recurso à plataforma vai melhorar a capacitação do utente a vários níveis, além de otimizar os equipamentos digitais disponíveis.”

A APDP conta com uma equipa multidisciplinar experiente na área dos cuidados à diabetes, educação e apoio social, assim como na formação de profissionais de saúde, pessoas com diabetes, e cuidadores formais e informais. A USF Amora Saudável serve cerca de 20.000 utentes, e inclui nas suas prioridades identificadas a melhoria dos cuidados à diabetes e a promoção da literacia em saúde.