Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade e o uso de cookies ACEITAR

IRS: APDP quer continuar a garantir o melhor acompanhamento às pessoas com diabetes durante a pandemia

A Associação Protectora dos Diabéticos de Portugal (APDP) acaba de lançar a sua mais recente campanha de angariação de fundos “A APDP precisa de si!”, com o apresentador João Baião, para continuar a garantir ao longo deste ano e enquanto durar a pandemia da Covid-19, o melhor acompanhamento às pessoas com diabetes, através do apelo à doação, sem custos, de 0,5% da consignação do IRS dos portugueses.

A pandemia trouxe consigo muitos desafios às várias instituições que atuam na área da saúde, uma vez que as restantes doenças não covid continuaram a precisar de tratamento e as necessidades destas pessoas satisfeitas. A APDP sentiu a necessidade de se reorganizar para que todas as pessoas com diabetes continuassem a ser acompanhadas e tratadas, especialmente sendo estes doentes considerados de risco, e para isso implementou as teleconsultas, criou uma linha de atendimento telefónico, faz entrega de medicamentos ao domicílio e manteve o atendimento presencial sempre que necessário.

Para ajudar a Associação Protectora dos Diabéticos de Portugal a dar continuidade a estes projetos que garantem o apoio diário, ou sempre que necessário, às pessoas com diabetes por parte dos profissionais da APDP, no período de entrega do IRS (1 de abril a 30 de junho) basta inserir o NIF 500 851 875 no quadro 11 do modelo 3, e selecionar “Instituições particulares de solidariedade social ou pessoas coletivas de utilidade pública”. O apresentador, e embaixador desta causa, João Baião explica como todos podem ajudar a APDP, com a doação de 0,5% do seu IRS sem qualquer custo associado.

Até 31 de março há a possibilidade de fazer a pré-consignação numa área especialmente dedicada para esse efeito no Portal das Finanças. Nesta opção, ao selecionar o botão “Pesquisa”, procura-se a entidade a consignar o IRS pelo NIF (500851875) ou pelo nome (APDP).

“A APDP ao longos das última décadas tem procurado estar sempre ao lado das pessoas com diabetes e com a chegada da pandemia, no início do ano passado, percebemos rapidamente que nos tínhamos de adaptar e reinventar para esta nova realidade. Hoje estamos orgulhosos por termos a funcionar uma linha de apoio telefónico, com aconselhamento especializado para todas as pessoas com diabetes, todos os dias – incluindo os fins de semana – das 9h00 às 17h00, como resposta à Covid-19”, afirma José Manuel Boavida, presidente da APDP. “É para darmos continuidade a todos estes projetos de apoio às pessoas com diabetes que precisamos desta ajuda fundamental de todos os portugueses”, acrescenta.

É muito importante que em caso de infeção por SARS-CoV-2 as pessoas com diabetes continuem a tomar a medicação para a diabetes; o tratamento com insulina nunca deve ser interrompido; façam monitorização de glicemia de 4 em 4 horas; bebam líquidos (sem açúcar) para evitar a desidratação; tentem comer de forma saudável e verifiquem diariamente a temperatura. Para saber mais informação, em função do seu tipo de diabetes – tipo 1 ou tipo 2 – consulte a área Coronavírus e Diabetes no site da APDP.

Assista ao vídeo do João Baião nas redes sociais e não se esqueça da APDP quando fizer o seu IRS.