Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade e o uso de cookies ACEITAR

Segunda, 09 de Novembro de 2020

Nova indicação de Dapagliflozina para o tratamento da insuficiência cardíaca com fração de ejeção reduzida

Forxiga (dapagliflozina), o medicamento da AstraZeneca indicado no tratamento de Diabetes mellitus tipo 2 tem uma nova indicação como terapêutica em doentes adultos com Insuficiência Cardíaca com Fração de Ejeção Reduzida (ICFEr) crónica sintomática. [1]

Esta aprovação surge um ano depois da inclusão dos resultados do estudo DECLARE-TIMI 58 numa ampla população de doentes com diabetes mellitus tipo 2 no RCM. [2]

DECLARE-TIMI 58 demonstrou que a dapagliflozina, comparativamente ao placebo, previne a ocorrência de 17% do endpoint primário composto por tempo até hospitalização por insuficiência cardíaca ou morte cardiovascular, e, em particular, a redução de 27% nas hospitalizações por insuficiência cardíaca em doentes com ou sem DCV estabelecida. Do ponto de vista renoprotetor, destaca-se a redução de 47% do endpoint composto renal específico.[2]

Os resultados de DAPA-HF, estudo que suporta esta nova indicação do medicamento, evidenciam que, no caso dos doentes com insuficiência cardíaca com fração de ejeção reduzida, o risco de agravamento da insuficiência cardíaca ou morte cardiovascular foi significativamente reduzido em 26% com dapagliflozina, independentemente da presença, ou não, de diabetes. [3]

Para o Professor Silva Cardoso, Cardiologista e Coordenador do Grupo de estudos de Insuficiência Cardíaca da Sociedade Portuguesa de Cardiologia, “a aprovação da dapagliflozina constitui uma importante adição à atual terapêutica médica otimizada da insuficiência cardíaca com fração de ejeção reduzida. Representa um relevante passo em frente no tratamento, dado aportar ganhos adicionais em termos de prolongamento da sobrevivência, de redução dos internamentos e de melhoria da qualidade de vida destes doentes”.

Dapagliflozina é, então, o primeiro, e único, iSGLT-2 a demonstrar resultados de redução da mortalidade cardiovascular num ensaio clínico aleatorizado em doentes com insuficiência cardíaca. [1] [3] [4] [5] [6]

[1] RCM de Forxiga consultado em www.infarmed.pt em novembro de 2020

[2] Wiviott SD, et al. Dapagliflozin and Cardiovascular Outcomes in Type 2 Diabetes. New England Journal of Medicine. 2019 Jan 24;380(4):347-357. doi: 10.1056/NEJMoa1812389

[3] McMurray JJV et al. N Engl J Med. 2019;381:1995-2008

[4] RCM de Canagliflozina consultado em www.infarmed.pt em novembro de 2020

[5] RCM de Empagliflozina consultado em www.infarmed.pt em novembro de 2020

[6] RCM de Ertugliflozina consultado em www.infarmed.pt em novembro de 2020

Sobre a AstraZeneca

A AstraZeneca é uma companhia biofarmacêutica global orientada para a inovação, focada na investigação, no desenvolvimento e na comercialização de medicamentos para o tratamento de várias patologias, em três áreas-terapêuticas chave - Oncologia, Cardiovascular, Renal e Doenças Metabólicas e Respiratória & Imunológica. Opera em mais de 100 países e os seus medicamentos inovadores são utilizados por milhões de pessoas a nível mundial. Para mais informações visite www.astrazeneca.com e www.astrazeneca.pt.