Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade e o uso de cookies ACEITAR
Terça, 29 de Novembro de 2022 às 11:46:36

NOTÍCIAS SOBRE NEUROCIÊNCIAS

• Os dados post-hoc de fase II mostram que o evobrutinib reduziu os processos de inflamação aguda e crónica no sistema nervoso central, que podem ser indicadores precoces da progressão da doença
• Dados adicionais indicam que o tratamento com evobrutinib foi associado a redução da atividade na ressonância magnética e de surtos/recidivas numa população de doentes com prognóstico mais grave, com base nos níveis basais de neurofilamentos
• A primeira e única análise de segurança integrada de um inibidor de BTK que inclui doentes com EM demonstrou que o evobrutinib é bem tolerado em três estudos de Fase II com mais de 1000 doentes que sofrem de doenças autoimunes, incluindo EMR
Sexta, 03 de Dezembro de 2021