Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade e o uso de cookies ACEITAR
Terça, 16 de Março de 2021

Já passou um ano: está na altura de Olhar pelas Suas Costas

Um ano depois de ter sido descoberto o primeiro caso de Covid-19 em Portugal, a grande maioria dos portugueses continua num regime de teletrabalho. Para alertar para os principais cuidados a ter com a sua coluna, a campanha “Olhe pelas Suas Costas” partilha um conjunto de exercícios de fortalecimento muscular e postura a adotar enquanto está sentado. Esta iniciativa conta ainda com um conjunto de vídeos no seu canal de Youtube.

Passou um ano desde o início da pandemia, o que significa que, para algumas pessoas, o teletrabalho dura há uns largos meses. Consequentemente, foram muitos os portugueses que tiveram de adaptar as suas tarefas diárias ao formato online, passando o dia sentados em frente ao seu computador. Torna-se imperativo adotar vários cuidados para garantir a saúde da coluna, como manter uma postura correta e não estar na mesma posição durante horas seguidas, alerta Bruno Santiago, neurocirurgião e coordenador da campanha Olhe pelas suas Costas.

A longo prazo, o que começou como uma pequena dor, poderá tornar-se numa dor crónica, trazendo consequências para a vida pessoal e profissional dos afetados. Com a pandemia e a adoção do teletrabalho, este problema poderá vir a afetar ainda mais portugueses. Além das dores, a má postura e a falta de exercício poderão trazer consequências ainda mais graves, como o desgaste dos discos e outras lesões (por exemplo, hérnias discais).

Cuidados a ter quando está sentado” e “Exercícios para fazer em casa” são dois dos vídeos disponíveis na plataforma de Youtube da campanha “Olhe pelas Suas Costas”, que deixa algumas recomendações enquanto está em teletrabalho:

  • Não fique na mesma posição durante longos períodos de tempo: é fundamental fazer intervalos regulares e caminhar um pouco pela casa, alongando os músculos e as articulações. Não trocar de posição durante várias horas poderá tornar a coluna mais rígida e aumentar a tensão muscular;
  • Atenção à postura enquanto trabalha: tal como estar na mesma posição durante muito tempo, a má postura representa uma ameaça para a coluna vertebral. Mantenha as costas encostadas, a cabeça equilibrada, o olhar direcionado para a frente, os ombros relaxados, cotovelos e joelhos dobrados num ângulo de 90º e os pés apoiados no chão;
  • Escolha o local da sua casa mais seguro para as suas costas: não ceda à tentação de trabalhar na cama ou no sofá, mesmo que seja apenas durante algumas horas. Opte por escolher uma cadeira com um bom apoio das costas e uma mesa que permita manter o monitor ao nível dos olhos e o teclado ligeiramente abaixo do nível dos cotovelos.
  • Não corte a atividade física: mesmo em casa, é fundamental não esquecer os exercícios de fortalecimento dos músculos das costas, da região abdominal e dos membros inferiores. Se tiver apenas 10 minutos para o fazer, força! O exercício físico é o pilar da prevenção e dos tratamentos dos problemas relacionados com a coluna, por isso, qualquer atividade física é melhor do que nenhuma, existindo exercícios muito simples que podem ser facilmente realizados em casa. Sempre que possível, faça caminhadas.

“Por si só, as dores nas costas afetam cerca de 7 milhões de portugueses em algum momento da sua vida e a pandemia só acentuará este problema. É importante ter em atenção as pequenas ações diárias que fazemos ou não enquanto estamos em teletrabalho. Já passou um ano, esperar por amanhã poderá ser fatal para a saúde das suas costas”, frisa Bruno Santiago.

Sobre aCampanha “Olhe pelasSuasCostas”   

A campanha“Olhe pelas suas costas”, lançada em 2009, é uma iniciativa que visa sensibilizar a população para a problemática das dores nas costas, alertar para as suas consequências na vida pessoal e profissional dos portugueses e educar sobre as formas de prevenção e tratamento existentes. A iniciativa tem a chancela da Sociedade Portuguesa de Patologia da Coluna Vertebral, da Associação Para o Estudo da Dor, da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar, da Sociedade Portuguesa de Neurocirurgia, da Sociedade Portuguesa de Medicina Física e de Reabilitação e da Sociedade Portuguesa de Ortopedia e Traumatologia e conta com o apoio da Medtronic. Para Mais informações, consulteaPágina de Facebook,Instagram,canal de Youtubeesiteda Campanha“Olhe pelasSuasCostas”.