Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade e o uso de cookies ACEITAR
Segunda, 03 de Maio de 2021

Dia Mundial da Asma assinalado com desafio que sensibiliza para a asma grave

- Iniciativa solidária #DesafioPelaAsma apoia Associação Portuguesa de Asmáticos -

Com o objetivo de alertar para a problemática da asma grave e do seu aumento em todo o mundo, a Associação Portuguesa de Asmáticos (APA) e a Sanofi juntam-se e lançam um desafio para assinalar o Dia Mundial da Asma, a 5 de maio. Pessoas asmáticas, assim como todos os portugueses, são convidados a participar no #DesafioPelaAsma, onde ao apagarem uma vela digital no Instagram e no Facebook estão a alertar para a necessidade de cuidar da saúde pulmonar.

A iniciativa que decorre nas redes sociais da APA, de 5 a 12 de maio, pretende sensibilizar para a importância do controlo da asma grave e do acesso a cuidados de saúde especializados e contínuos que garantam um maior controlo dos sintomas de asma. Adicionalmente esta ação tem um cariz solidário. Por cada partilha com o sopro de uma vela digital a Sanofi irá doar 1€ à Associação Portuguesa de Asmáticos, até um total de 5 mil €. O filtro estará disponível nas páginas de Facebook - facebook.com/APAsmaticos/ - e Instagram – instagram.com/assportuguesaasmaticos/ – da APA.

Para Mário Morais de Almeida, presidente da APA, “este tipo de ações de sensibilização é fundamental para alertar para o grande impacto da asma, em particular da asma grave no dia a dia das pessoas com a patologia. Tarefas como ir às compras, caminhar, subir escadas ou brincar com os filhos podem revelar-se impossíveis. Além disso, a asma, quando não controlada, tem um grande impacto na atividade diária dos doentes e seus familiares diminuindo assim a sua qualidade de vida.”

“Quando se trata de controlo da asma, pela sua gravidade, pensamos imediatamente no alívio dos sintomas no momento. Mas as ações de hoje impactam a saúde pulmonar amanhã, por isso é importante sensibilizar para esta patologia. Neste Dia Mundial da Asma, aceite o desafio e apague uma vela digital em reconhecimento da importância de priorizar a saúde pulmonar e o acesso a cuidados especializados de longo prazo que tratem as causas da asma”, diz-nos Francisco del Val, General Manager da Sanofi Genzyme.

A asma é uma realidade que afeta mais de 700 mil pessoas em Portugal, sendo que 20 a 30 mil portugueses sofrem de asma grave. As pessoas com asma grave convivem com sintomas persistentes e debilitantes a nível respiratório que podem levar a danos pulmonares a longo prazo se não for tratada adequadamente.

O #DesafioPelaAsma é uma ação que visa incentivar as pessoas que sofrem de asma grave a procurar apoio especializado para que possam ter uma melhor qualidade de vida. Poderá consultar mais informação em no site da Sanofi e no site da APA.

Sobre a asma

A asma é uma doença complexa e heterogênea associada à inflamação crónica das vias aéreas, provocando dificuldades em respirar. Alguns casos de asma são classificados como graves e podem ser mais difíceis de controlar, afetando a vida diária.[1]

Globalmente, mais de 339 milhões de pessoas vivem com asma.[2] A população de asma grave representa 5-10% da comunidade geral de doentes.[3] [4]

Pessoas com asma grave apresentam sintomas contínuos, incluindo tosse, respiração ofegante e dificuldade em respirar. Estes doentes correm o risco de exacerbações com risco de vida que podem exigir hospitalizações de emergência.

[1] Global Initiative for Asthma (GINA). “Global Strategy for Asthma Management and Prevention,” 2020. Available at: https://ginasthma.org/gina-reports/. Accessed February 2021.

[1] Global, regional, and national incidence, prevalence, and years lived with disability for 328 diseases and injuries for 195 countries, 1990–2016: a systematic analysis for the Global Burden of Disease Study 2016. Lancet 2017; 390: 1211–59

[1] K.F. Chung, S.E. Wenzel, J.L. Brozek et al., “International ERS/ATS Guidelines on Definition, Evaluation and Treatment of Severe Asthma,” Eur Respir J, vol. 43, pp. 343-373, 2014.

[1] A. von Bülow, M. Kriegbaum, V. Backer et al., “The prevalence of severe asthma and low asthma control among Danish adults,” J Allergy Clin Immunol Pract, vol. 2, no. 6, pp. 759-767, 2014.

[1] Global Initiative for Asthma (GINA). “Global Strategy for Asthma Management and Prevention,” 2020. Available at: https://ginasthma.org/gina-reports/. Accessed February 2021.

[2] Global, regional, and national incidence, prevalence, and years lived with disability for 328 diseases and injuries for 195 countries, 1990–2016: a systematic analysis for the Global Burden of Disease Study 2016. Lancet 2017; 390: 1211–59

[3] K.F. Chung, S.E. Wenzel, J.L. Brozek et al., “International ERS/ATS Guidelines on Definition, Evaluation and Treatment of Severe Asthma,” Eur Respir J, vol. 43, pp. 343-373, 2014.

[4] A. von Bülow, M. Kriegbaum, V. Backer et al., “The prevalence of severe asthma and low asthma control among Danish adults,” J Allergy Clin Immunol Pract, vol. 2, no. 6, pp. 759-767, 2014.