Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade e o uso de cookies ACEITAR
Quinta, 04 de Novembro de 2021

Resultados da 1.ª vaga do Vacinómetro® época gripal 2021/2022

Os dados da primeira vaga do relatório Vacinómetro®, estudo que monitoriza a vacinação contra a gripe durante a época gripal através de questionários, revelam que, da população incluída nas recomendações da Direção-Geral da Saúde, já terão sido vacinados contra a gripe sazonal desde o início da época 2021/2022:

  • Cerca de 16% dos indivíduos portadores de doença crónica, sendo que, com a sub-análise realizada, 12,5% das pessoas com diabetes e 15,5% da população com doença cardiovascular já foram vacinadas;
  • Cerca de 32,2% dos profissionais de saúde em contacto direto com doentes;
  • Cerca de 9,9% dos portugueses com idades compreendidas entre os 60 e os 64 anos;
  • Cerca de 17,5% dos indivíduos com 65 ou mais anos de idade; sendo que com a sub-análise realizada ao grupo dos 80 ou mais anos de idade 38,8% afirmaram já terem sido vacinados;
  • Na análise realizada destacamos também a proteção das mulheres grávidas com uma cobertura vacinal de cerca de 41,3%, sendo que 35,9% das mulheres grávidas inquiridas não vacinadas ainda tencionam fazê-lo.

Este ano está também a ser monitorizada a população entre os 18-59 anos de idade, mas ainda é cedo para resultados conclusivos, uma vez que a vacinação desta faixa etária se iniciou mais tarde.

Do total do grupo de indivíduos vacinados, na amostra total estudada, os principais motivos que os levaram a vacinar-se foram:

  • 41,7 % por recomendação do médico;
  • 30,2% no contexto de uma iniciativa laboral;
  • 19,9% por iniciativa própria, porque procuram estar sempre protegidos.

Entre as percentagens apresentadas 62,1% dos indivíduos com 65 ou mais anos de idade vacinaram-se por recomendação do médico, à semelhança dos 67,2% dos doentes crónicos. Além disso:

  • 17,6% do grupo dos 65 ou mais anos de idade vacinados fizeram-no pela primeira vez este ano e 81,7% das pessoas não vacinadas pertencentes a esta faixa etária ainda tencionam vacinar-se.
  • 22,1% dos doentes crónicos vacinados fizeram-no pela primeira vez este ano, e 78,7% das pessoas não vacinadas pertencentes a este grupo apresentam intenção de vacinação nesta época gripal.

Para a 1ª vaga da época 2021/2022, os dados revelam que, dos grupos com recomendação (segundo a Norma nº 006/2021 da DGS), cerca de 30,4% dos indivíduos vacinados é a primeira vez que se vacinam e que cerca de 60,7% dos indivíduos não vacinados ainda tencionam vacinar-se.

Os dados apresentados na 1ª vaga da época 2021/2022 não são comparáveis com os dados apresentados na mesma vaga das últimas épocas gripais, dado que o método de vacinação é diferente.

A vacinação para os grupos recomendados e com gratuitidade arrancou em duas fases. A 1ª fase de vacinação iniciou a 27 de setembro, para pessoas em determinados contextos, incluindo residentes, utentes e profissionais de estabelecimentos de respostas sociais, doentes e profissionais da rede de cuidados continuados integrados e profissionais do Serviço Nacional de Saúde. A 2ª fase da campanha de vacinação contra a gripe arrancou a dia 18 de outubro e integra os cidadãos de idade igual ou superior a 65 anos e que não estão abrangidos nos grupos-alvo da 1ª fase.

A 2ª fase da campanha de vacinação está a decorrer por ordem decrescente de idades, começando pelos utentes com idade igual ou superior a 80 anos, através de convocatória por SMS para a administração em simultâneo da vacina contra a gripe e contra a COVID-19 ou apenas para a vacina contra a gripe (se não forem elegíveis para COVID-19).[1] Parte da população ainda tenciona vacinar-se, aguardando pela marcação e respeitando as normas previstas.[2]

De acordo com a Norma nº 006/2021 da DGS, a vacinação contra a gripe é fortemente recomendada para os grupos prioritários:

  • Pessoas com idade igual ou superior a 65 anos;
  • Doentes crónicos e imunodeprimidos, com 6 ou mais meses de idade;
  • Grávidas, para proteção de evolução grave da gripe durante a gravidez e para proteção dos filhos durante os primeiros meses de vida
  • Profissionais de saúde e outros prestadores de cuidados;
  • Pessoas incluídas em contextos definidos pela DGS: ex. doentes com determinadas patologias crónicas ou condições (2) como Diabetes, Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica, pessoas em tratamento com quimioterapia,…

A vacina também é aconselhada a pessoas com idade compreendida entre os 60 e os 64 anos.

Sobre o Vacinómetro:

Pelo 13.º ano consecutivo a Sociedade Portuguesa de Pneumologia (SPP) e a Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar (APMGF), com o apoio da Sanofi Pasteur, apresentam os resultados da primeira vaga do Vacinómetro®.

Lançado no ano de 2009, o Vacinómetro® permite monitorizar em tempo real, a taxa de cobertura da vacinação contra a gripe em grupos prioritários recomendados pela Direção-Geral da Saúde (DGS). Mais uma vez, recordamos as recomendações da Direção-Geral da Saúde que apelam à vacinação.

De acordo com as recomendações, a vacina pode ser administrada durante todo o outono/inverno, de preferência até ao fim do ano civil.

(2) Com declaração médica referindo a sua inclusão num destes grupos de risco.

Inquérito a cargo da empresa Spirituc, Investigação Aplicada

Objetivo - Monitorizar a cobertura vacinal contra o vírus da gripe na época gripal de 2021/2022, junto de cinco grupos de indivíduos pertencentes ao grupo recomendado e a grupos de vacinação prioritária, indicados pela DGS: (grupo 1) indivíduos com idades compreendidas entre os 60 e os 64 anos; (grupo 2) indivíduos com 65 ou mais; (grupo 3) indivíduos portadores de doenças crónicas; (grupo 4) profissionais de saúde em contacto com doentes (ou seja, indivíduos trabalhadores em instituições de saúde), e as mulheres grávidas Para esta análise foi ainda considerado mais um grupo: (grupo 6) os indivíduos entre os 18 e 59 anos de idade.

Metodologia - Questionários de aplicação telefónica, através do sistema CATI.

Universo - População portuguesa residente em território continental e Ilhas, com idade compreendida entre os 60 e os 64 anos, ou com idade igual ou superior a 65 anos, ou portadora de doenças crónicas, ou trabalhadora em instituições de saúde, ou entre os 18 e os 59 anos, de ambos os géneros e telefone fixo ou móvel. Assim como grávidas.

Amostra Informação:

  1. Uma margem de erro de ±1,5% para um IC de 95% no total da amostra (n=4000);
  2. Uma margem de erro de ±3,0% para um IC de 95% dentro do Target 65 ou mais anos (n=1041).
  3. Uma margem de erro de ±3,6% para um IC de 95% dentro do Target Doentes Crónicos (n=764);
  4. Uma margem de erro de ± 3,8% para um IC de 95% dentro do Target Profissionais de Saúde em Contacto com Doentes (n=652);
  5. Uma margem de erro de ±3,8% para um IC de 95% dentro do Target 60-64anos (n=658);
  6. Uma margem de erro de ±3,2% para um IC de 95% dentro do Target 18-59anos (n=919);
  7. Uma margem de erro de ±3,8% para um IC de 95% dentro do Target Grávidas (n=673).

Relatório Vacinómetro

Relatório da 1º vaga do Vacinómetro época gripal 2021-2022

[1],2 Ponto de situação da vacinação a 24 de outubro - COVID-19 (min-saude.pt)