Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade e o uso de cookies ACEITAR
Sexta, 18 de Novembro de 2022

Canal Panda, Panda+ e UNICEF sensibilizam crianças para os seus direitos

O Canal Panda e o PANDA+ associam-se à UNICEF Portugal na celebração do Dia Universal dos Direitos da Criança, assinalado a 20 de novembro, com a exibição de um vídeo que pretende sensibilizar os mais pequenos para os seus direitos fundamentais. O vídeo poderá ser visto nas plataformas digitais do Canal Panda e Panda+ entre 18 e 25 de novembro.

“Na Sala da Maria” é um vídeo de cerca de 6 minutos, acompanhado de um jogo no fim, dirigido a crianças entre os 3 e os 6 anos, que retrata o ambiente de uma sala de pré-escolar, onde a educadora Ema conversa com a Maria e os seus amigos sobre alguns dos seus direitos, de forma lúdica e animada.

Francisca Magano, Diretora de Programas na UNICEF Portugal, destaca, que “a parceria com o Canal Panda e o PANDA+ tem-nos permitido chegar a quem mais importa – as crianças. É por elas que trabalhamos, diariamente, e é num espírito de diversão e partilha que temos encontrado no Canal Panda um espaço para as crianças explorarem os seus direitos e aprenderem a respeitar os direitos dos outros, que são as bases para se tornarem cidadãos ativos, conscientes e responsáveis”.

“O Panda é embaixador da UNICEF há dezenas de anos e um aliado incontornável de projetos que tenham em vista a defesa e promoção dos Direitos das Crianças em Portugal. Através desta parceria, a Dreamia disponibiliza o Canal Panda e PANDA+ como veículos de informação e de acesso a temas que os irão acompanhar durante toda a sua infância e vida futura”, refere Jorge Ruano, Diretor de Marketing da Dreamia.

Adotada pela Assembleia Geral das Nações Unidas em 20 de novembro de 1989 e ratificada por Portugal em 21 de setembro de 1990, a Convenção sobre os Direitos da Criança é um documento que enuncia um amplo conjunto de direitos fundamentais – os direitos civis e políticos, e também os direitos económicos, sociais e culturais – de todas as crianças, representando um vínculo jurídico para a promoção e proteção eficaz dos direitos e liberdades nela consagrados. É também o tratado internacional mais ratificado da história.